PJ deteve homem acusado de atentado à segurança no transporte via aérea

Um homem de 32 anos foi detido pela Polícia Judiciária do Funchal pela prática de um crime de atentado à segurança de transporte no ar. O homem está em prisão preventiva. O caso remonta a setembro do ano passado, altura em que o arguido, munido de uma serra, subiu a vedação que delimita as instalações de radar da empresa Navegação Aérea de Portugal, localizadas no Porto Santo, e cortou vários cabos.
Na sequência deste ato, foram afetadas as comunicações com as aeronaves que sobrevoavam a Madeira. Esta situação demorou cerca de uma hora e trinta minutos a ser resolvida. O arguido, depois do ato em causa, fugiu para Lisboa e depois para França, de onde regressou recentemente. A PJ, em colaboração com a PSP e na sequência de mandados de detenção emitidos pelo Ministério Público, deitou as mãos ao homem que foi presente às autoridades judiciais na última segunda-feira.

subir
6 utilizadores votaram.
Vote para aumentar a visibilidade do artigo